UNICEPE Exposição de pintura em Abril

de Amélia Alexandrino





De 1 a 30 de Abril de 2010

Inauguração Quinta-feira, 1 de Abril de 2010, 18h30m - Será servido um porto d'honra Poças.


As «janelas» de Amélia Alexandrino funcionam diante de nós como janelas reais. Colocam-se na linha que distingue um fora e um dentro, contrapondo um interior e um exterior, revelando portanto uma intimidade projectada para o outro lado. Exprime-se nestes quadros uma alma contemplativa que interroga a paisagem: ora uma colina de verduras, ora uma praia deserta onde nem já as gaivotas aparecem ou um poente agonizando para além do horizonte marínho. Sente-se principalmente que as «janelas» provêm de uma solidão, recolhida mas não fechada, e de um silêncio habitado por aragens de uma melodia que sonha comunicar-se para se tornar audível.

Nem todos os dez quadros exposto de Amélia Alexandrino são «janelas». Mas, vendo bem, em todos parece espelhar-se a sensibilidade poética de uma mulher que pinta como quem deseja rasgar janelas reais no seu mundo através das quais se projecte e encontre, reencontrando-se no Outro.

Pelo nsso associado Arsénio Mota




Amélia Alexandrino

Natural do Porto

- Curso de Pintura e Desenho, Cooperativa Árvore, 1996/99
- “Das Raízes da Pintura contemporânea às suas expressões” Instituto Cultural D. António Ferreira Gomes, 2000/01
- “Desenhar é um risco”, Museu de Serralves, 2001
- “O Desenho como forma de Expressão Universal”, Instituto Cultural D. António Ferreira Gomes, 2001/02
- “Estilos Decorativos dos séc., XIX e XX – Sua relação com a Arquitectura e a Pintura”, Instituto Cultural D. António Ferreira Gomes, 2003
- “Leitura da arte contemporânea”, Instituto Cultural D. António Ferreira Gomes, 2005/2007

Exposições Individuais:

1999 – “Caminhando pela Margem”, Junta de Freguesia de S. Mamede Infesta
2001 – “Paisagens e Algo Mais”, Biblioteca Municipal de Penafiel
2004 – “Marés”, Biblioteca Municipal de Penafiel

Exposições Colectivas:

1998 - Boutique Delta - Porto; Casa Museu Teixeira Lopes - V. N. Gaia; Galeria Livramar - Espinho; “Seis Modos de Olhar” - Junta de Freguesia de Perafita; “Seis Poéticas” - Junta de Freguesia de S. Mamede de Infesta
1999 - XVII Exposição Colectiva dos Sócios da Árvore, Mercado Ferreira Borges - Porto; Mosteiro da Serra do Pilar - V. N. Gaia; “Onda de Solidariedade” - Junta de Freguesia de Perafita
2000 - Companhia das Artes - Porto; XVIII Exposição Colectiva dos Sócios da Árvore, Mercado Ferreira Borges - Porto; Casa Museu Teixeira Lopes - V.N Gaia 2002 - Mosteiro da Serra do Pilar - V. N. Gaia; Casa da Cultura da Madalena - V. N. Gaia; XIX Exposição Colectiva dos Sócios da Árvore, Mercado Ferreira Borges - Porto
2003 - XX Exposição Colectiva dos Sócios da Árvore, Cooperativa Árvore - Porto
2004 - Rui Alberto Espaço de Arte - V. N. Gaia; XXI Exposição Colectiva dos Sócios da Árvore, Cooperativa Árvore - Porto; V Bienal de Artes Plásticas do Rotary Club da Maia
2005 - Encontr’artes – Casa da Cultura de Paredes - Paredes; XXII Exposição Colectiva dos Sócios da Árvore, Cooperativa Árvore – Porto; Rui Alberto Espaço de Arte – Porto
2007 – VI Bienal de Artes Plásticas do Rotary Club da Maia
2008 – Centro de Cultura e Congressos – Sec. Reg. Norte, Ordem dos Médicos – Porto

Amélia e Eurico Alexandrino:

2003 - “Traços e cores” - Centro Unesco do Porto
2005 – “Momentos de Cor” – Casa da Cultura de Paredes – Paredes
2006 – “Momentos de Cor” – Centro de Cultura e Congressos – Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos – Porto
2007 – “2 paletas e muita cor” – Casa Municipal da Cultura de Coimbra – Coimbra
2009 - “Pintar Poesia” - Caves Cálem - V.N.Gaia

Tem-se dedicado ao ensino do desenho e expressão plástica:
- Cursos livres de pintura em atelier próprio, desde 2000
- Curso livre de Pintura, Biblioteca Municipal de Penafiel, 2000
- Desenho e Pintura na AAJUDE, desde 2001
- Atelier de Expressão Plástica, do Centro de Cultura e Congressos da Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos, 2006

Tem como Mestre o Pai, cuja vida tem estado sempre ligada à Arte